Dicas para evitar infecções em crianças

0

Quem nunca ouviu: “Se agasalha para não pegar resfriado”ou “Não pisa nesse chão gelado que vai ficar doente”? Mas será que é o frio que desencadeia a infecção? A resposta para essa pergunta é não.

Esse é um dos mitos relacionados a infecções. Isso porque gripes e resfriados são causados por vírus e não pelo frio. Estudos demonstraram que pessoas expostas a vírus, independente da exposição ou não ao frio, adoecem igualmente.

 

Mas e as crianças que frequentam a escola ficam mais doentes? De acordo com a pediatra Ana Laura Kawasaka, esse cenário é verdadeiro. “São dois os motivos que fazem essa afirmação verdadeira: a imaturidade do sistema imunológico e o contato próximo com outros adultos e crianças. Por vezes, a sensação é de que a criança está eternamente doente e que não melhorou, mas, na verdade, ela pega uma infecção atrás da outra e fica difícil delimitar os períodos de melhora e piora”, explica.

As alergias também podem ser causadoras de infecções. O tempo seco, o ar frio e as roupas guardadas no armário podem desencadear processos alérgicos que simulam infecções respiratórias. “É importante lembrar-se de lavar casacos e cobertores guardados no armário durante o verão, pois o acúmulo de poeira pode ser um grande vilão”, aconselha.

Veja algumas medidas efetivas para evitar que a criança tenha infecções, listadas pela especialista.

  1. Lave as mãos frequentemente! Antes de comer, depois de usar o banheiro, depois de tossir ou espirrar, quando chegar da escola ou após brincar. Na presença de um adulto ou se a criança for maior, é possível usar álcool gel na higienização das mãos;
  1. Evite ficar tocando partes do rosto, como boca, olhos e nariz;
  1. Cubra tosses e espirros com lenços ou com o antebraço e não com as mãos;
  1. Evite contato com pessoas doentes;
  1. Mantenha hábitos saudáveis: dormir bem, beber bastante água, comer verduras, legumes e frutas e praticar atividades físicas;
  1. Não compartilhe itens pessoais como escovas de dente, talheres e copos;
  1. Vacine-se contra a gripe. São vários os vírus que causam resfriado ou gripe, mas para o influenza é possível a prevenção por meio da vacina;
  1. Escolha escolas com menos alunos por turma e bem ventiladas;
  1. Não exponha as crianças a fumaça de cigarro. Os filhos de fumantes adoecem duas vezes mais;
  1. Leve a criança ao pediatra periodicamente, mesmo que esteja bem. Ter um pediatra de confiança para recorrer em caso de dúvida é essencial, pois evita idas frequentes a prontos-socorros e uso desnecessário de antibióticos.

Fonte: Pense Leve

Compartilhe!

Sobre o Autor

O Fátima Saúde é uma das mais sólidas operadoras de gestão da saúde do sul do Brasil, com uma filosofia única no mercado de saúde da Serra Gaúcha. Atua desde 1988 na criação de soluções para a gestão integral da saúde, com plano de saúde e serviços modernos e inovadores.

Deixe uma resposta