Exercícios físicos ajudam a combater dores crônicas

0

O repouso é um dos métodos usados para o alívio de incômodos e doenças, porém, a prática de atividades físicas também é mais do que bem-vinda para o tratamento de determinados problemas, inclusive dores crônicas.

Fitness woman tired resting on the grass with the sky in the background

As dores crônicas são definidas como incômodos que acontecem de forma contínua ou intermitente, por um período igual ou superior a três meses. “Este é o tempo mínimo para que o sistema nervoso crie uma memória associada à dor intensa e de longa duração, o que a caracteriza como dor crônica”, explica Thiago Bernardo de Carvalho Almeida, médico do esporte.

As doenças como a lombalgia, cefaleia, artropatias e osteomusculares relacionadas ao trabalho também podem ser combatidas com a atividade física regular. “São raros os casos de pacientes com artrose em que a atividade física está contraindicada, por exemplo”, explica.

De acordo com o especialista, no caso da osteoporose, é importante se exercitar tanto na prevenção quanto no tratamento. No caso da fibromialgia, na maioria dos casos, o tratamento medicamentoso não surte efeito se não estiver associado à atividade física. “O uso terapêutico do exercício vem se provando cada vez mais eficiente”, sugere.

Além da atividade física, os especialistas recomendam que os pacientes mantenham também hábitos alimentares saudáveis e uma boa rotina de descanso, pois são fundamentais para a manutenção da qualidade de vida.

O tratamento da dor crônica pode variar de acordo com cada pessoa, principalmente quando o assunto é intensidade, repetições e cargas dos exercícios “Nem sempre o tratamento da dor deve ser individualizado, mas orientado de acordo com as necessidades de cada pessoa. Isso inclui uso de medicamentos, mudança do estilo de vida, prática esportiva, entre outras coisas”, ressalta. Por isso, vale a pena que cada paciente dedique-se a modalidades indicadas e que sejam agradáveis para cada um.

 

Fonte: Pense Leve

Compartilhe!

Sobre o Autor

Deixe uma resposta