Fadiga na gravidez: é normal?

0

Entre tantas outras reações, é comum que, durante a gravidez, a mulher sinta um cansaço excessivo e sem explicação aparente. Apesar de ser recorrente, esta fadiga costuma vir acompanhada de uma série de dúvidas e incertezas.

O cansaço em excesso ocorre, na maioria das vezes, no início da gestação, uma vez que neste período o corpo adquire um ritmo mais intenso do que estava acostumado. Afinal, o organismo está trabalhando para fabricar a placenta, que sustentará a criança. Este processo costuma durar três meses.

Além disso, deve-se ter consciência que a gravidez implica em uma mudança rápida nos níveis hormonais, e neste período, até mesmo a taxa de açúcar no sangue e a pressão tendem a cair. Todos estes fatores contribuem para a sensação de exaustão. Um estudo publicado na revista Psychology & Health reconhece a a recorrência da fadiga, e sugere que os sintomas podem ser amenizados – e o humor melhorado – por meio de de exercícios físicos.

A fadiga na gravidez deve diminuir na metade do segundo trimestre da gestação, e após isso é provável que a mulher sinta uma energia muito maior do que no começo, ou seja, é o melhor momento para aproveitar a gravidez e dar atenção aos preparativos para a chegada do bebê. Entretanto, esteja atenta: depois do sétimo mês é comum que a fadiga volte, portanto, nada de preocupações.

 

cansaco-e-sono-excessivo-na-gravidez

 

Apesar de ser comum, a fadiga pode assustar mulheres ou tornar seu cotidiano um pouco mais difícil. Para amenizar os sintomas do cansaço, recomenda-se seguir algumas dicas:

  • Obedeça seu corpo: cochile sempre que possível e vá para a cama cedo. Se o cansaço estiver presente durante um dia de trabalho, feche os olhos por alguns minutos ou reserve cinco minutos para descansar.
  • Adapte o cotidiano: procure evitar os horários de trânsito mais caótico e os horários mais quentes do dia.
  • Não descuide da alimentação: uma gravidez exige cerca de 300 calorias extras diárias. Procure ingerir as calorias necessárias sem esquecer de manter uma dieta saudável. Lembre-se também de que comidas gordurosas ou doces em excesso podem agravar o cansaço.
  • Tenha paciência: não se assuste com a falta de energia e tente descansar sempre que possível. Também não se esqueça de que o desenvolvimento de um bebê é um grande trabalho para o corpo, portanto, a fadiga é perfeitamente comum.

Após entender o que acontece com seu corpo durante a gravidez, e entender como conviver com essas reações, resta apenas aproveitar ao máximo os bons momento que a gestação proporciona. Nunca se esqueça, também, de que em caso de dúvidas, é essencial buscar sempre a opinião de seu obstetra.

 

Compartilhe!

Sobre o Autor

Deixe uma resposta