Receitas caseiras funcionam?

0

Todo mundo conhece uma série de receitas caseiras com propriedades medicinais. Mas, afinal, será que a Medicina realmente está do lado destes “remédios naturais”, passados de geração em geração?

Muitas destas receitas são usadas, principalmente, na infância. Nesta época, é comum que os pais e mães busquem soluções caseiras para resolver pequenos problemas de suas crianças. Para eliminar de vez com a sombra da dúvida, listamos alguns remédios caseiros que realmente funcionam:

 

comida

 

  • Gengibre melhora dor de garganta: e enjoo também! O gengibre é antiermético – reduz a liberação da bile, que causa a náusea -, além de ter ação anti-inflamatória, que ameniza a dor de garganta. Utilizá-lo em uma infusão é um bom modo de curar estes sintomas.
  • Ameixa, abacaxi e linhaça ajudam o intestino: o abacaxi e a linhaça são ricos em fibras, essenciais para que o intestino funcione melhor. Já o abacaxi possui a bromelina, substância que ajudam na quebra das moléculas de gordura, tornando a digestão mais fácil.
  • Alho alivia coceira de picadas de inseto: passar alho descascado logo após a picada realmente reduz a coceira, já que ele possui propriedades anti-inflamatórias. Mas lembre-se que o alho não cura a picada, apenas reduz o incômodo. Portanto, procure um médico para saber qual o medicamento ideal para o tratamento completo.
  • Água com açúcar acalma: sim, este tratamento infinitamente comum nas novelas realmente funciona. Tudo porque o açúcar, assim como o chocolate, libera uma substância que dá a sensação de prazer e bem-estar: a serotonina. Também deve-se levar em conta que apenas o fato de a criança estar recebendo um copo de água com açúcar já simboliza o afeto, que acalma qualquer um.
  • Mel combate a tosse: o mel é capaz de inibir a proliferação de bactérias, por isso reduz a tosse. O ideal é que o mel só pode ser dado para crianças maiores de um ano. Ele pode ser misturado ao chá, ou servido puro, em duas ou três colheres diárias.
  • Banho morno ameniza a febre: obviamente, é preciso, primeiramente, consultar o pediatra. Após dar à criança a medicação necessária, leve-a para um banho morno de cinco a dez minutos. Desta forma, o corpo perde um pouco do calor da febre.
  • Beber água reduz e elimina o soluço: esqueça a tradição dos três goles, a água – ou qualquer outro líquido – diminuem o soluço. O soluço ocorre devido a uma irritação do nervo frênico, que acarreta nos movimentos do diafragma. Assim que a criança – ou adulto – ingerir o líquido, a respiração será normalizada até que o soluço despareça completamente.
  • Aveia controla o colesterol: os farelos da aveia realmente captam o colesterol, que depois são eliminados nas fezes. Para as crianças, aconselha-se que seja dada aveia diariamente, já que ela também contribui para o bom funcionamento do intestino. Lembre-se de que a aveia não pode ser aquecida – senão este propriedade se perde parcialmente -, e que o colesterol deve ser controlado, principalmente, por meio de uma alimentação adequada.
  • Assoprar machucado diminui a dor: esta manifestação de carinho tem o aval da medicina! No momento em que um machucado é assoprado, o cérebro se desliga parcialmente do incômodo da dor. Procure abanar em vez de assoprar, para evitar que as bactérias presentes na boca e na saliva infeccionem a ferida.
  • Canja de galinha alivia a gripe: ao contrário do que se costuma dizer, a canja não cura a virose, mas faz com que sua criança se sinta melhor. A composição da receita é capaz de repor vitaminas, proteínas, carboidratos e minerais, garantindo o bem-estar de qualquer um.

Agora que você já sabe várias receitas que realmente funcionam para aliviar determinados problemas e sintomas, não precisa mais hesitar em usá-las com suas crianças. Aliás, nada tem mais propriedades de cura do que um ato de carinho!

Fonte: Revista Crescer

 

Compartilhe!

Sobre o Autor

Deixe uma resposta