Outubro já chegou e, com ele, as ações de luta contra o câncer de mama do Outubro Rosa. O movimento acontece no mundo todo, e o laço cor-de-rosa já é uma identidade visual de peso, reconhecida em todos os lugares. Neste mês, são realizadas várias campanhas de conscientização e prevenção desta grave doença, que mais afeta mulheres. Porém, se diagnosticada precocemente, pode ser curada com facilidade.

Para que a prevenção seja feita, várias atitudes são essenciais. A mamografia, por exemplo, é o principal exame a ser realizado, já que é o único capaz de identificar o tumor quando este apresenta apenas 1 cm, medida na qual ele tem 95% de chances de ser curado. De acordo com a Comissão Nacional de Mamografia, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), este exame deve ser feito anualmente em todas as mulheres acima de 40 anos, que é a faixa etária mais atingida pelo câncer de mama. Além disso, as entidades orientam que para as pacientes que apresentarem sintomas mamários não existe limitação na idade.

1779984_582655045172829_3339628114177187678_n

 

O autoexame das mamas também é essencial para a prevenção. Ele deve ser feito mensalmente, e caso o tumor seja sentido no seio, um médico especialista deve ser procurado imediatamente. Entretanto, é necessário lembrar que esta não é a única medida preventiva, e que deve ser feita juntamente aos demais exames, já que quando o tumor pode ser sentido, ele já não está mais na fase inicial.

A conscientização e as informações sobre a gravidade do câncer de mama são direito de todos, assim como a saúde. Portanto, participe das ações, divulgue a campanha para que ela seja conhecida por todos e, acima de tudo, previna-se. E lembre-se: o Outubro Rosa é o mês representativo desta luta, mas se manter atenta ao câncer de mama é de extrema importância todos os dias.