No próximo sábado, dia 22, é comemorado o Dia do Músico. Quem pensa que a música é “apenas” uma expressão artística e de entretenimento está enganado. Ela também traz inúmeros benefícios para a saúde, como amenizar o estresse e aliviar dores.

O uso da música como terapia tem explicação científica: sua melodia ativa a parte do cérebro responsável pela produção de prazer. Ela libera uma substância chamada dopamina que, por sua vez, causa sensações de relaxamento e bem-estar, da mesma forma que acontece com o chocolate, por exemplo.

A Musicoterapia é um dos tratamentos geralmente utilizados pelos médicos. Este procedimento envolve o uso de cantos, sons e ruídos para tratar pacientes portadores de distúrbios da fala, da audição, deficientes físicos e mentais, estudantes com problemas de aprendizagem e dependentes químicos. E não para por aí, a Musicoterapia também promove a reintegração social de menores infratores e desenvolve a área preventiva.

 

musicaaaaaaaaaaaaaaaayeyayeya

 

A pediatra Ana Escobar e a musicoterapeuta Marly Chagas listaram alguns dos benefícios que a música traz à saúde:

 

  • Melhoria na comunicação: a música, assim como a nossa fala, tem tempos e cadências distintas. Desta forma, ela pode ser um agente alternativo de organização das ideias;
  • Induz ao movimento: deixar se levar pela dança é uma característica inerente aos seres humanos, até mesmo para os mais tímidos. E a música, com seus variados ritmos, pode estimular esse desejo e promover a atividade física;
  • Fortalece a memória: todo mundo tem o hábito de decorar letras de músicas. Desta forma, novas conexões do cérebro são ativadas.
  • Cria vínculos: Uma mãe, por exemplo, ao cantar para seu filho ou filha estimula a capacidade de memorização da criança, além de construir um vínculo afetivo;
  • Ameniza dores: tanto as físicas, quanto as emocionais! Ao ouvir ou cantar uma música, a pessoa muda o foco de sua atenção, distanciando-se, portanto, das dores e problemas;
  • Acalma: a música relaxa e alivia o estresse. Uma pessoa no trânsito, por exemplo, pode manter-se mais calma se ouvir música no carro;
  • Promove o autoconhecimento: ouvir ou cantar músicas faz com que as pessoas adentrem mundos novos e desconhecidos. Assim, elas podem descobrir sensações, emoções e sentimentos próprios.