Há quem não consiga passar nem um dia sequer sem tomar uma idolatrada xícara de café. Logo cedo, a bebida é ideal para começar o dia com menos fadiga e, no meio da tarde, é procurada para afastar o cansaço típico desta parte do dia. Entretanto, o café possui inúmeras substâncias que causam em nossos corpos efeitos que vão muito além do conhecimento popular.

Para desmitificar algumas ideias sobre o amado café, listamos algumas curiosidades, mitos e verdades sobre ele:

  • Café faz bem para quem frequenta academia: um copo da bebida antes de malhar diminui a típica dor causada pelos exercícios. Segundo pesquisadores da Universidade de Illinois, nos EUA, a cafeína age diretamente nas partes da medula espinhal e do cérebro que estão envolvidas no processamento da dor.
  • Café faz bem para o coração de quem tem por hábito ingerir a bebida: um estudo realizado pelas Universidades de Washington e Harvard, dos EUA, aponta que quem bebe uma xícara de café por dia – ou menos – tem quatro vezes mais chances de ter um enfarto. Outra pesquisa norte-americana também afirma que as pessoas que tomam quatro – ou mais – xícaras por dia têm 18% menos risco de sofrer problemas cardíacos.
  • Café evita o mau hálito: desta vez a prova vem da israelense Universidade de Tel Aviv, cuja pesquisa descobriu que alguns elementos que compõem o café impedem o desenvolvimento das bactérias que causam mau hálito.
  • Café não deixa os “viciados” mais alertas: Pasmem! Um estudo de Cientistas da Universidade de Bristol, na Inglaterra, afirmam que, quando fazemos do café um hábito, desenvolvemos tolerância ao efeito estimulante causado pela cafeína. Ainda segundo o estudo, quando uma pessoa acostumada com a bebida deixa de tomá-la, ela sente abstinência, sensação que causa fadiga. Portanto, quando o café é ingerido novamente, apenas elimina esta sensação de cansaço.
  • Café pode causar alucinações: participantes de uma pesquisa da Universidade de Durham, no Reino Unido, afirmaram ter começado a ouvir vozes após ingerirem sete copos de café em apenas um dia. Os cientistas acreditam que as alucinações sejam causadas pelo aumento de cortisol no organismo – hormônio do estresse -, que é causado pelo excesso de cafeína.

 

capa

 

Além de todos estes efeitos que, provavelmente, eram desconhecidos pela maioria, também é preciso estar atento às quantidades. Os especialistas afirmam que o consumo de cafeína por dia deve permanecer abaixo de 400 mg. Parece uma tarefa fácil, entretanto, o café não é a única bebida que possui cafeína. Confira uma pequena lista de bebidas, alimentos e medicamentos e suas respectivas quantidades desta substância:

Café Expresso (50 ml): 80 mg

Café preto coado (50 ml): 25 mg

Chá preto, verde ou sachê (235 ml): 25 a 74 mg

Energéticos (235 a 680 ml): 33 aa 440 m

Goma de mascar e balas com cafeína: 20 a 400 mg

Dorflex, Neosaldina e Cafiaspirina: 30 a 65 mg

 

Avaliando todas essas substâncias e seus efeitos, é necessário ter em mente sempre: o café deve ser consumido com moderação. Também é importante conhecer seu próprio corpo, avaliar os efeitos da bebida sobre ele, e adequar sua quantidade para que nenhum mal seja causado. Agora, você já pode tomar o seu cafézinho com muito mais tranquilidade e informação!

Fontes:

Ciência Maluca

M de Mulher