Depois do Outubro Rosa, chegou a vez dos homens se conscientizarem a respeito do câncer de próstata. O Novembro Azul é o mês dedicado à prevenção desta doença, que estimula os homens a realizarem os exames necessários para diagnosticação precoce do câncer não só nesta época, mas também durante todo o ano!

A próstata é uma glândula que só homem possui, e que se localiza na parte baixa do abdômen, abaixo da bexiga e na frente do reto. Apesar de ser pequena, aproximadamente do tamanho de uma castanha, esta glândula produz cerca de 70% do sêmen. O câncer nesta região ocorre quando as células começam a se multiplicar de forma desordenada, deixando-a mais endurecida.

Sintomas

Em sua fase inicial, o câncer de próstata geralmente não apresenta sintomas. Entretanto, é possível que os homens possam sentir dificuldade na passagem da urina, sensação de dor na parte baixa das costas ou na pélvis, ou ainda a necessidade frequente de urinar, especialmente à noite. De qualquer forma, a maioria dos sintomas ocorrem no estágio avançado do câncer, fato que prova o quão essencial é o diagnóstico precoce.

Causas

As causas do câncer de próstata ainda são desconhecidas. Ele normalmente é encontrado em homens com mais de 65 anos, mas, caso o paciente tenha algum caso de câncer na família, as chances de desenvolver a doença aumentam em até 50%. O estilo de vida, alimentação inadequada à base de gordura animal, ou pobre em frutas, legumes, verduras e grãos também são fatores que podem contribuir para o surgimento do câncer de próstata.

Prevenção

Homens a partir dos 45 anos – ou 40, no caso de ter histórico de câncer de próstata na família, devem procurar um urologista anualmente para a realização dos exames preventivos. O exame mais importante para diagnosticação da doença é o toque retal. Caso alguma alteração seja detectada, é provável que o médico solicite outros exames que confirmem o diagnóstico, como o PSA (Antígeno Prostático Específico), o ultrassom transretal e a biópsia da glândula, que é a retirada de fragmentos da próstata para análise. Após esse processo é que o diagnóstico final é dado.

 

1016460_596873833750950_8927022832444363861_n

 

Exame do toque: acabe com os mitos

O exame de toque retal é visto com receio pelos homens, mas – não se preocupem! – não há nenhum motivo para sentir medo. O exame dura, no máximo, apenas 15 segundos, é simples e praticamente indolor, além de não causar malefício algum.

De acordo com o urologista Evandro Cunha, do Hospital Urológico de Brasília, é a partir do exame do toque que o médico pode identificar alguma irregularidade na próstata. “Hoje, as chances de cura deste câncer são enormes. A maioria dos casos que resulta em óbito acontece devido a um diagnóstico totalmente tardio”.

Apesar de ser fundamental para prevenção, a resistência dos homens em relação ao exame de toque ainda é uma barreira. O oncolgista Cid Buarque de Gusmão comenta que este é o exame mais simples a ser realizado, mas é temido devido à questões culturais e medos infundamentados. “Mas é importante salientar que as complicações provenientes de uma doença serão bem mais desagradáveis”, ressalta.

Para eliminar de vez os receios, deixamos aqui algumas dicas para quando a hora do exame chegar:

  • Pense na sua saúde! Nada é mais importante que ela, e um câncer deve ser mais temido do que um simples exame;
  • Dor? Que dor? É  impossível medir o quão sensível uma pessoa é à dor, mas a certeza é que o exame não apresenta nenhuma ameaça dolorosa ao paciente. O máximo que o homem pode sentir é um pequeno desconforto, que durará apenas alguns segundos;
  • Bom humor é o segredo! A maioria dos médicos afirma que quando o paciente está mais relaxado, a consulta se torna muito mais agradável. Desta forma os 15 segundos passam voando!

Neste Novembro Azul não esqueça: prevenção é tudo. E lembre-se: sua saúde deve estar sempre em primeiro lugar!