Depois do Outubro Rosa, chegou a vez de os homens se conscientizarem a respeito de sua saúde com o Novembro Azul. Conhecido mundialmente, este mês é o momento em que os países se vestem de azul buscando chamar atenção para a importância da realização dos exames preventivos do câncer de próstata.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), as chances de a doença ser curada são de 90%, desde que o diagnóstica seja precoce. O ideal é que o exame de toque seja feito por homens a partir dos 50 anos. Em casos de obesidade e histórico da doença na família – que são considerados como fatores de risco -, os pacientes devem procurar realizar os exames a partir dos 45 anos.

O oncologista Ricardo Caponero explica que, além do toque retal, o exame de dosagem do PSA deve ser feito. De acordo com ele, estas duas medidas preventivas são suficientes para monitorar o surgimento do câncer. A relutância dos homens em procurar um médico é um dos agravantes da doença, afinal, quanto mais tardio o diagnóstico, mais o câncer se desenvolve.

Ainda de acordo com o médico, por ser um câncer que acomete pacientes após 0s 45 anos, a incidência é bastante alta. De acordo com estatísticas, a cada ano são descobertas 68 mil ocorrências da doença. A essencialidade dos exames também se dá pelo fato de que o câncer de próstata é uma doença silenciosa. Segundo Caponero, a evolução é lenta e demora anos para se mostrar evidente. Quando os sintomas começam a despontar, a doença já está em estágio avançado demais para se ter esperanças de cura.

É fundamental, portanto, que os homens livrem-se de seus medos e preconceitos em prol da própria saúde. Afinal, são em torno de 10 segundos de exame que podem salvar uma vida inteira.