Empresas tornam-se protagonistas do novo normal, em que a gestão da saúde é ainda mais vital para garantir qualidade de vida e produtividade

Investir na gestão da saúde tornou-se premissa de sucesso às empresas diante de um cenário descortinado pela pandemia da Covid-19.
Em um momento em que os empreendimentos foram colocados diante de um de seus maiores desafios trazidos pelo coronavírus, que deixou 2020 em compasso de pausa, a saúde confirmou-se o bem mais precioso das famílias e do mundo corporativo.
Dessa forma, no pós-pandemia (ou em meio a ela), as corporações precisaram se reinventar e dar atenção especial a seu maior patrimônio: o capital humano, primando pela sua qualidade de vida.
Nesse sentido, nascem parcerias, nascem estratégias, nascem projetos coletivos. Um deles que brota em meio a um momento de ressignificação corporativa é a aliança recentemente firmada entre o Fátima Saúde e o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e da região (Simecs), propiciando um novo conceito em gestão integral da saúde. É a fusão, na prática, de algo indissociável na vida real: a medicina assistencial com a medicina do trabalho.
Para dar vazão a esse novo capítulo em sua história, amparada por parcerias de ponta, o Fátima Saúde reformulou seu departamento de vendas, trabalha na atualização de sua ferramenta exclusiva que mapeia a saúde e o perfil epidemiológico da população e que permite táticas assertivas de promoção da saúde nas empresas, e ampliou a sua estrutura de atendimento e acolhimento.
Primeiro, com a inauguração, em setembro, do novo Centro da Criança, num projeto de primeiro mundo, focado na excelência nos mínimos detalhes. E, agora, em novembro, com mais uma novidade: o novo espaço da Medicina Ocupacional, deslocada para o primeiro andar do Complexo Fátima Saúde, no coração de Caxias, em área reformada e modernizada, num prédio histórico de mais de 80 anos que surgiu tendo a saúde no seu DNA.
Com a reestruturação e a mudança de localização dentro do complexo, o setor destinado à Medicina Ocupacional ganhou reforço de espaço, tendo como diferenciais um ambiente mais amplo e acolhedor, além de acesso independente e exclusivo. O número de consultórios de atendimento clínico para acompanhamento de trabalhadores foi expandido para cinco. Um grande atrativo na proposta do Fátima Saúde é a integração de todos os serviços de diagnóstico no mesmo prédio, incluindo os laboratórios Alfa e Vero Dellaudo, facilitando e otimizando os atendimentos. Essa mudança e projeção da Medicina Ocupacional (ou do Trabalho) denota a importância que esse assunto representa tanto no contexto do Fátima Saúde quanto no das empresas parceiras e seus beneficiários.

“Trabalhamos de forma incansável com foco na gestão da saúde, em que a medicina ocupacional atua de maneira integrada à medicina assistencial, gerando dados e possibilitando uma atuação compartilhada entre empresa e operadora para a promoção efetiva da saúde das pessoas”, salienta Roberto Zottis, diretor geral do Fátima Saúde.

Diferenciais da nova área destinada à Medicina Ocupacional:

• Ambiente amplo e acolhedor;
• Modernização do atendimento;
• Ampliação do número de consultórios de atendimento clínico;
• Criação de um espaço colaborativo, para engenheiros e médicos atuarem em conjunto, pensando no coletivo das empresas, com foco em gestão da saúde;
• Agilidade no atendimento, com a criação da área de acolhimento;
• Atendimento clínico otimizado, proporcionando maior foco na gestão da saúde;
• Equipe administrativa integrada com a área técnica;
• Todos os serviços de diagnóstico no mesmo prédio, facilitando e otimizando os atendimentos;
• Entrada exclusiva para clientes da Medicina Ocupacional.

Investir em saúde, uma questão central e estratégica

Por que investir em saúde torna-se vital na nova engrenagem econômica?
Porque uma empresa que pretenda se consolidar no mercado precisa de uma equipe de profissionais altamente qualificados, mas mais do que isso: saudáveis.
Nesse sentido, torna-se preponderante o investimento em prevenção e não apenas em tratamento quando as doenças vierem a surgir.
Para ser mais assertivo em campanhas e em formas de garantir que os exames preventivos sejam de fato realizados e zelar pela qualidade de vida dos trabalhadores (com isso, gerando maior produtividade e menos gastos com afastamentos e ausências por doenças), as empresas precisam conhecer a saúde de seus colaboradores, ter dados estatísticos sobre a epidemiologia de suas equipes, comparar as informações com gráficos de outras companhias e do setor em geral. Saber quais setores são os maiores alvos de certas patologias e entender a razão. Se as equipes, por exemplo, estiveram com altos índices de problemas como hipertensão, obesidade, diabetes, uma técnica simples, porém efetiva, talvez seja melhorar o cardápio no refeitório, trabalhar com o auxílio de nutricionistas e buscar ajuda da equipe de psicologia.
Contudo, todo esse protagonismo empresarial só é possível a partir de uma gestão em saúde compartilhada, em que o empresário possa atuar em parceria com a operadora de plano de saúde. Exemplo disso é o projeto inovador oferecido pelo Fátima Saúde, que tem como o mais recente aliado o Simecs, entidade que representa a maior força econômica industrial da Serra, agregando mais de 3,3 mil empresas.

Não por menos, o diretor geral do Fátima Saúde enaltece que “a parceria recentemente materializada demarca um novo e diferenciado modelo para a gestão integral da saúde dos funcionários, oferecendo respostas adequadas para a sustentabilidade do setor”.

Parceria entre o Fátima Saúde e o Simecs propicia:

  • Plataforma integrada entre a Medicina Assistencial e a Medicina Ocupacional para o mapeamento da epidemiologia da população para análise e execução de ações de prevenção e promoção da saúde;
  • Protagonismo do empregador (financiador) para resolver os problemas do modelo antigo, em que os dados são fragmentados e desintegrados, o que impossibilita ações mais efetivas para a qualidade de vida dos funcionários, menos afastamento ocupacional e a busca por custos mais aceitáveis;
  • Condições de preços mais acessíveis em todos os produtos disponibilizados na parceria quando comparados às tabelas atuais de vendas.
Crédito: divulgação Simecs

Força propulsora na retomada da indústria

A parceria entre o Fátima Saúde e o Simecs representa a criação de uma força propulsora em um momento em que o setor metalmecânico encontra velocidade de retomada após o pico de insegurança gerado pela pandemia.
Pesquisa realizada entre 21 de setembro e 9 de outubro aponta que quase 60% das indústrias metalmecânicas da Serra identificaram aumento da demanda, resultado três vezes maior do que o levantamento anterior, de agosto.
Essa melhora expressiva na indústria foi diagnosticada pelo Levantamento de Dados do Simecs, com a participação de 218 empresas, dos 17 municípios representados pela entidade.
O percentual de empresas do setor que registraram alta do faturamento também subiu de 14% para 51%, evidenciando que a retomada começou e o momento é de buscar estratégias inteligentes com vistas ao crescimento sustentável dos negócios e a manutenção dos talentos, primando sempre pela saúde e pelo bem-estar.

“Os resultados refletem que as empresas estão em ritmo de retomada gradual das atividades, mesmo em meio ao cenário desafiador. Devemos seguir atentos aos protocolos de saúde recomendados, para que possamos continuar nessa crescente. Dessa forma, conseguiremos conciliar a recuperação da economia da nossa região e o cuidado com a saúde de toda a população, sem correr riscos de regredirmos”, destaca o presidente do Simecs, Paulo Spanholi.

A ESTRUTURA DO FÁTIMA SAÚDE CONTEMPLA:

Centro Integrado

Centro da Criança

Um novo e moderno espaço de Medicina Ocupacional

MarcoSaúde (a partir de case de sucesso em aliança com a Marcopolo)

CONVÊNIOS DE EXCELÊNCIA COM:

  • Quatro hospitais em Caxias do Sul, além de estrutura de atendimento na região
  • Laboratórios Alfa e Vero Dellaudo
  • Rede credenciada em constante qualificação e crescimento
  • Atendimento nacional para urgência e emergência através da Rede ABRAMGE (Associação Brasileira de Planos de Saúde)

Fátima Saúde + Simecs = Trata-se de uma parceria envolvendo um conceito inovador em gestão de saúde empresarial com a visão humana que o novo momento exige