Terapia Ocupacional na Saúde do Trabalhador

1

A nossa terapeuta Tatiane Ferreira Barp escreveu sobre os benefícios da terapia ocupacional para a saúde dos trabalhadores. Querem entender como ela é aplicada nesta importante categoria? 

 

A Terapia Ocupacional é caracterizada como a profissão da área da saúde que favorece o desenvolvimento, tratamento e a reabilitação de indivíduos ou grupos que necessitam de cuidados físicos, sensoriais e/ou sociais. Ela visa ampliar seu desempenho e participação social, por meio de procedimentos que envolvam a atividade humana, onde a interação entre o terapeuta e o paciente resulte na melhoria do problema em questão.

A saúde do trabalhador está configurada no âmbito do direito à saúde. Ela também é prevista como competência do SUS e exigindo, por abrangência do seu campo de ação, a garantia de uma abordagem multiprofissional, interdisciplinar e intersetorial.

As intervenções do Terapeuta Ocupacional na área de saúde e trabalho podem se desenvolver nos três níveis de atenção em saúde: primário, secundário e terciário. Eles atuam, basicamente, com três enfoques: reabilitação e reeducação, prevenção de doenças, promoção de saúde e promoção social.

 

tumblr_mh40b71eJb1qff2zyo1_500

 

O Terapeuta Ocupacional pode ter como missão estimular a reflexão dos trabalhadores acerca de seus direitos e deveres no que se refere a sua saúde e segurança no trabalho. A saúde deve ser promovida, preservada e discutida socialmente em uma visão holística (onde o ponto de vista holístico é subjetivo, a realidade é mutável, o mundo percebido é indivisível; onde cada elemento não pode ser compreendido isoladamente), sendo que a doença, resultado do desgaste do trabalhador na relação com o processo de produção, tem também um caráter social.

Alguns objetivos principais do Terapeuta Ocupacional na saúde do trabalhador são:

– investigar as atividades laborais;

– investigar as condições, os postos de trabalho, a organização e as relações do trabalho;

– conscientizar o trabalhador sobre o seu papel e suas responsabilidades no processo, no conflito e na busca de soluções, em relação a sua saúde física, mental, espiritual e social, podendo prevenir doenças ocupacionais e acidentes do trabalho.

– propor estratégias coletivas de transformação do trabalho, a partir da intervenção de grupos de reflexão sobre o trabalho.

– propor e desenvolver estratégias de reabilitação psicossocial junto aos trabalhadores afastados temporária ou permanentemente do trabalho.

– desenvolver e propor ações sociais organizadas, tais como grupos terapêuticos, oficinas de geração de renda, cooperativas, dentro da concepção de economia solidária, visando efetivar a reabilitação psicossocial desta clientela.

– conhecer as particularidades do processo de trabalho e identificar os fatores de riscos aos quais os trabalhadores estão expostos.

A metodologia comumente utilizada abrange diferentes abordagens da problemática saúde-trabalho: levantamento bibliográfico, observação livre e sistemática, análise ergonômica do trabalho, análise de atividades do trabalho, grupos terapêuticos, grupos de retorno ao trabalho , grupos de reflexão, aplicação de questionários, de filmagens, análise do mobiliário, discussões de grupos, entrevistas com os trabalhadores, mapeamento da incidência das queixas por setores de trabalho, etc.

O Terapeuta Ocupacional intervém sobre a relação do trabalhador e seu trabalho, considerando a avaliação e a análise da atividade laboral, seu principal recurso. A atuação deste profissional está essencialmente baseada na realização da análise das atividades dos trabalhadores e dos postos de trabalho para avaliação, elaboração e aplicação das atividades gerais e terapêuticas como meio e (ou) fim e adaptações.

Diante disso, o Terapeuta Ocupacional poderá intervir no coletivo, respeitando as diferenças individuais amenizando ou evitando sobrecarga física e mental, mediante atividades gerais e terapêuticas. O Terapeuta Ocupacional trabalha a interação com o real, implicando a reorganização dos fatos, pela análise da atividade; visando a reabilitação, a prevenção de futuras seqüelas e a promoção social e de saúde, utilizando-se do recurso da análise e aplicação das atividades.

 

Tatiane Ferreira Barp

Terapeuta Ocupacional

CREFITO 5 – 7538-TO

Compartilhe!

Sobre o Autor

O Fátima Saúde é uma das mais sólidas operadoras de gestão da saúde do sul do Brasil, com uma filosofia única no mercado de saúde da Serra Gaúcha. Atua desde 1988 na criação de soluções para a gestão integral da saúde, com plano de saúde e serviços modernos e inovadores.

1 comentário

Deixe uma resposta